Sem respostas do Governo, entidades de Segurança agendam assembleia
";

Autor:

Publicado em 09 de Janeiro de 2020

Entidades de Segurança aguardam um posicionamento do Governo do Estado em relação às propostas encaminhadas ao gestor, João Azevêdo (sem partido), sobre aumento do subsídio das categorias. Eles se reuniram, nesta terça-feira (07) e agendam uma assembleia geral, caso não tenham resposta do Estado.

A assembleia, conforme o presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militares, coronel Francisco, vai acontecer dia 05 de fevereiro e deverá decidir o posicionamento das entidades caso não sejam ouvidas pela gestão.

“Desde maio estamos fazendo contato com o Governo do Estado  e estamos apresentando nossa demanda. A Polícia apresenta resultados satisfatórios, mas o Governo tem tido pouco reconhecimento com as categorias”, disse.

O servidor e representante da Polícia Científica, Joelson dos Santos, explicou que já foram apresentadas três propostas, mas ainda não houve retorno.

“Estamos pleiteando uma reunião diretamente com o governador, e não apenas com a equipe econômica, visando o subsídio”, pontuou.

Segundo ele, a expectativa é de uma resposta positiva por parte de Azevêdo. ” [estamos] Acreditando que ele entende perfeitamente os índices que estamos alcançando a cada ano, e dando cumprimento a vários inquéritos e laudos periciais”, ressaltou.