Caixa Beneficente coloca assessoria jurídica à disposição dos sócios que fizeram empréstimo contando com a implantação da bolsa desempenho
";

Autor:

Publicado em 05 de Maio de 2021

Os sócios da Caixa Beneficente que fizeram empréstimo com a margem referente a bolsa desempenho dos inativos devem procurar urgentemente a assessoria jurídica da entidade, que está à disposição para entrar com uma ação pedindo a suspensão ou o bloqueio dos descontos que comprometam mais de 30% dos salários. 

“Existem casos que o sócio ao ver a bolsa desempenho sendo implantada, contraiu, por necessidade, um empréstimo consignado, já que teve um aumento de margem. Como houve a desimplantação do valor, chegou a comprometer, em algumas situações, até 90% do salário do sócio, o que é ilegal”, explicou o advogado Denyson Fabião.

O presidente da Caixa Beneficente, coronel Sobreira, disse que essa judicialização será feita enquanto não se tem uma definição da volta do valor da bolsa desempenho dos inativos. “É uma preocupação da entidade com os sócios, pois tivemos conhecimento de mais esse problema, diante de tantos, que gerou essa desimplantação da bolsa desempenho à revelia da justiça. Fizemos uma reunião e estamos colocando à disposição a assessoria jurídica da entidade para tentar bloquear os descontos acima do que é permito pela lei”, destacou.

Mesmo com a possibilidade de um decreto estadual que autoriza o aumento da margem de empréstimo consignado na Paraíba, a justiça não deve acatar o novo percentual para esse caso dos inativos prejudicados pelo governo com a desimplantação da bolsa desempenho. Os detalhes serão explicados pela assessoria jurídica da entidade. 

Quem tiver interesse, basta ligar para o número 3218.6790 e agendar um horário. Os documentos necessários para entrar com a ação são: Os três últimos contracheques, RG, comprovante de residência e o contrato do banco