Fórum dos policiais convoca imprensa para mostrar a sociedade que proposta das categorias tem impacto 59% menor do que a do Governo do Estado
";

Autor:

Publicado em 10 de Maro de 2020

Fórum dos Policiais Civis e Militares e Bombeiros Militares da Paraíba apresentou para a imprensa e à sociedade proposta que  representa impacto menor em 59% em comparação a que foi oferecida pelo Governo do Estado.

Os números foram apresentados à imprensa e consequentemente á sociedade, através de entrevista coletiva realizada pelas entidades no final da manhã desta terça-feira, dia 10, na sede do Clube dos Oficiais da PM.

A proposta apresentada pelo Governo do Estado de incorporação de 50% da bolsa desempenho ao longo de 60 meses, mais aumento de 5% na bolsa, teria repercussão de R$ 712 milhões ao final da implantação, em 2025.

A partir de cálculos e dados revelados pelo Governo a equipe de estudos do Fórum dos policiais apresentou proposta de incorporação de 100% da bolsa desempenho em 6 parcelas, mais recomposição salarial em quatro vezes, nos meses de julho e dezembro de 2021 e 2022, resultando em impacto de R$ 476 milhões.

A proposta das categorias já seria 33%  menor de impacto em relação ao que foi sugerido pelo Governo. Para reduzir esse impacto ainda mais, o Fórum dos Servidores da Segurança Pública colocou na negociação abrir mão da totalidade do PPUP (Premiação) até 2022 , o que geraria redução do impacto em mais R$ 90 milhões ( R$ 30 por ano em 2020, 2021 e 2022).

E para demonstrar a disposição das categorias em avançar nas negociações e fechar acordo com o Governo, o Fórum dos Policiais Civis e Militares e Bombeiros Militares da Paraíba, concorda na redução de 1/3 do valor do plantão até o ano de 2022, o que resultaria em R$ 93,6 milhões de economia.

Somando a economia de R$ 90 milhões com PPUP (Prêmios) e mais  R$ 93,6 milhões de 1/3 do valor de plantão, seriam R$ 183 milhões a menos no impacto final.

Assim a proposta das entidades que inicialmente teria  impacto de R$ 476 milhões seria reduzido em R$ 183 milhões , ficando ao final em R$ 292 milhões, correspondendo a 41% do impacto da proposta e cálculos apresentados pelo Governo do Estado, de R$ 712 milhões.